SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.54 issue4Does Early Surgical Fixation of Proximal Femoral Fractures in Elderly Patients Affect Mortality Rates?Predictive Factors of Death after Surgery for Treatment of Proximal Femoral Fracture author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Ortopedia

Print version ISSN 0102-3616On-line version ISSN 1982-4378

Abstract

QUINTAS, Sidney; CHARLAB, Jacques; RAMOS, Max  and  MANSUR, Henrique. Análise da morbimortalidade dos pacientes com fraturas peritrocantéricas tratadas cirurgicamente com haste intramedular de fêmur proximal. Rev. bras. ortop. [online]. 2019, vol.54, n.4, pp.396-401.  Epub Oct 07, 2019. ISSN 0102-3616.  http://dx.doi.org/10.1016/j.rbo.2018.04.006.

Objetivo

Analisar a morbimortalidade dos pacientes com fraturas peritrocantéricas tratadas com haste intramedular e sua relação com o tempo de internação, com o tempo para fazer o procedimento cirúrgico, e com as comorbidades dos pacientes.

Métodos

Foi feito um estudo observacional, analítico e retrospectivo por meio da avaliação dos prontuários de 74 pacientes submetidos ao tratamento cirúrgico de fraturas peritrocantéricas com haste intramedular de fêmur proximal de 2011 a 2014 em uma unidade hospitalar.

Resultados

A idade média no momento da ocorrência da fratura foi de 79,7 anos, e o tempo de internação total médio foi de 16,7 dias, com média de 11,3 dias até a cirurgia e 5,4 dias da cirurgia à alta. A incidência de complicações na internação no grupo com idade ≥ 78,5 anos foi de 47,6%, enquanto no grupomais novo ela foi de 19,4% (p= 0,013). A incidência de complicações na internação no grupo que fez a cirurgia após 6 dias foi significativamente maior (42,9%; p= 0,019). Observou-se também que a incidência de complicação na internação está significativamente associada ao risco cirúrgico de grau ≥ 3 (p= 0,001) e à diabetes mellitus (p= 0,001).

Conclusão

As complicações relacionadas às fraturas peritrocantéricas estão significativamente associadas ao risco cirúrgico elevado (graus 3 e 4), diabetesmellitus, idade (> 78,5 anos) e tempo de internação pré-operatório prolongado (>6 dias).

Keywords : fraturas do fêmur/ epidemiologia; morbimortalidade; fixação intramedular de fraturas.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · English ( pdf ) | Portuguese ( pdf )