SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.54 issue4Comparative Evaluation of Cross-table and Ducroquet Incidences for Measurement of the Hip Alpha AngleReliability of the Arthroscopic Classifications of Hip Chondral Lesions* author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Ortopedia

Print version ISSN 0102-3616On-line version ISSN 1982-4378

Abstract

FACCIONI, Samuel et al. Impacto femoroacetabular - Fatores associados à presença de lesões profundas da junção condrolabral. Rev. bras. ortop. [online]. 2019, vol.54, n.4, pp.434-439.  Epub Oct 07, 2019. ISSN 0102-3616.  http://dx.doi.org/10.1016/j.rbo.2018.04.003.

Objetivo

Avaliar os fatores associados à presença de lesões condrais profundas (graus III e IV de Konan/Haddad) em pacientes submetidos à artroscopia do quadril para tratamento do impacto femoroacetabular (IFA).

Método

Estudo transversal, prospectivo, de uma série de 125 artroscopias consecutivas do quadril feitas entre maio de 2016 e maio de 2017. Depois de aplicados os critérios de exclusão, foram analisados 107 quadris de 92 pacientes submetidos a tratamento cirúrgico do IFA dos tipos misto e CAM. Para fins de análise, os grupos foram divididos entre lesões consideradas leves e profundas, e foi feita associação comescore de sintomas, ângulo de cobertura lateral, ângulo alfa, idade, gênero, e classificação radiológica de artrose. Foramconsiderados como estatisticamente significativos testes com valor de probabilidade < 0,05.

Resultados

Pacientes cujos quadris apresentaram lesões consideradas profundas tiveramescores de quadril não artrítico (NAHSs, na sigla em inglês) significativamentemaiores do que aqueles cujos quadris apresentavam lesões consideradas leves ou não apresentavamlesão condrolabral (67,9 ± 19,4 versus 57,0 ± 21,9; p= 0,027). Aprevalência de lesões profundas foi maior nos quadris Tonnis 1 do que nos que apresentaramTonnis 0: 15 (55,6%) versus 10 (12,7%), respectivamente; p< 0,001. Homens apresentaram melhores escores funcionais e maior prevalência de lesões graus III e IVdoque as mulheres: 65,6 ± 19,6 versus 49,3 ± 21,6; p< 0,001, e 23 (34,3%) versus 2 (5,0%), p= 0,001, respectivamente.

Conclusão

Homens apresentaram maior prevalência de lesões profundas. Quadris Tonnis 1 tiveram um risco 4,4 vezes maior de apresentar essas lesões. Pacientes com lesões condrolabrais profundas apresentaram melhor escore funcional pré-operatório.

Keywords : impacto femoroacetabular; artroscopia; quadril.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · English ( pdf ) | Portuguese ( pdf )