SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.22 número1Inclusão escolar de crianças com deficiência múltipla: concepções de pais e professoresConhecimento morfossintático e ortografia em crianças do ensino fundamental índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Psicologia: Teoria e Pesquisa

versão impressa ISSN 0102-3772versão On-line ISSN 1806-3446

Resumo

SANTA-CLARA, Angela  e  SPINILLO, Alina Galvão. Pontos de convergência entre o inferir e o argumentar. Psic.: Teor. e Pesq. [online]. 2006, vol.22, n.1, pp.87-96. ISSN 0102-3772.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-37722006000100011.

Inferir e argumentar são processos cognitivos e lingüísticos da maior relevância. Apesar de distintos, o inferir e o argumentar apresentam pontos de convergência que indicam haver uma relação entre essas instâncias. Sem incorrer em aproximações conceitualmente desautorizadas e preservando as especificidades de cada um desses processos, o presente artigo procurou indicar alguns pontos de contato entre o inferir e o argumentar. Esses pontos, mais do que elementos discretos e independentes, se caracterizam por um conjunto de elementos contínuos e interdependentes que se complementam mutuamente, sendo eles: o envolvimento de premissas e conclusões, a natureza situacional, a natureza dialógica, e a previsão. O principal objetivo do artigo foi conduzir uma reflexão que interessa a estudiosos do campo da argumentação e da compreensão de textos, em particular, e a estudiosos da cognição humana, de maneira geral.

Palavras-chave : inferir; argumentar; pontos de convergência.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons