SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.23 issue1Non-hegemonic sexual identities: identity processes and coping strategies concerning prejudiceMental health of the caretaker in the hospital institution author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Psicologia: Teoria e Pesquisa

Print version ISSN 0102-3772

Abstract

OLIVEIRA, Alda Batista de  and  ROAZZI, Antonio. A representação social da "doença dos nervos" entre os gêneros. Psic.: Teor. e Pesq. [online]. 2007, vol.23, n.1, pp. 91-101. ISSN 0102-3772.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-37722007000100011.

Este trabalho investigou, na classe popular (30 homens e 30 mulheres, entre 18 e 65 anos), a organização estrutural da representação social do conceito da "doença dos nervos" e como o gênero está associado a essa organização estrutural. Por meio da técnica de associação livre, como meio de acesso ao campo semântico das representações, obteve-se um total de 272 respostas, compostas por 86 tipos de expressões semânticas que, quando agrupadas de acordo com a similaridade de significados, originaram 22 categorias de análise. A análise dos significados da "doença dos nervos" demonstrou que a organização estrutural do conceito dessa doença comporta os traços e os valores culturais que caracterizam homens e mulheres, mostrando como a cultura também determina códigos diferenciados para extravasarem suas perturbações. Por seu caráter privado, as mulheres atribuem significados num sentido voltado para a interioridade mostrados mais pelo corpo, enquanto os homens, pelo seu caráter público, atribuem significados num sentido de exterioridade expressas pelo comportamento.

Keywords : doenças mentais; doenças dos nervos; representações sociais; teoria das facetas.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese