SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.23 número3O nascimento do segundo filho e as relações familiares índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Psicologia: Teoria e Pesquisa

versão impressa ISSN 0102-3772

Resumo

MELCHIORI, Lígia Ebner; ALVES, Zélia Maria Mendes Biasoli; SOUZA, Dayana Coelho  e  BUGLIANI, Maria Aparecida Priolli. Família e creche: crenças a respeito de temperamento e desempenho de bebês. Psic.: Teor. e Pesq. [online]. 2007, vol.23, n.3, pp. 245-252. ISSN 0102-3772.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-37722007000300002.

Este estudo baseia-se na Abordagem Bioecológica de Bronfenbrenner. O objetivo foi verificar o julgamento de mães e educadoras de berçário sobre os fatores que causam ou influenciam o temperamento e o desempenho de bebês. Foram entrevistadas 50 mães que tinham filho de 4 a 24 meses em uma creche vinculada a um HC e 21 de suas educadoras (responsáveis por 90 bebês, nas fixas etárias mencionadas). As questões feitas às mães incluíam falar da rotina diária do filho, quais as competências dele e como interpretavam seu temperamento e desempenho. Para as educadoras, os temas foram os mesmos, pedindo-se para descreverem como viam cada um dos bebês sob sua responsabilidade. Os resultados mostram pouca diferença nas crenças das mães e das educadoras, sendo que a maioria apresenta crenças ambientalistas, tanto no que diz respeito ao temperamento quanto ao desempenho do bebê; e as pessoas que mais exerceriam influência seriam os pais.

Palavras-chave : crenças; educadoras; mães; desenvolvimento infantil; temperamento.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · pdf em Português