SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.25 número2On observation as a methodological procedure in behavior analysis: logical positivism, operationism and radical behaviorismPlaying in hospitalization of children with cerebral palsy índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

Compartir


Psicologia: Teoria e Pesquisa

versión impresa ISSN 0102-3772versión On-line ISSN 1806-3446

Resumen

SANTOS, Natanael Antonio dos; MENDES, Liana Chaves; FRANCA, Valtenice de Cássia Rodrigues de Matos  y  LACERDA, Aline Mendes. Detecção de estímulos concêntricos mesópicos em crianças surdas e ouvintes. Psic.: Teor. e Pesq. [online]. 2009, vol.25, n.2, pp.189-194. ISSN 0102-3772.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-37722009000200006.

O objetivo deste trabalho foi medir curvas de sensibilidade ao contraste de 10 crianças ouvintes e de 10 crianças com surdez pré-lingual, de 7 a 12 anos, utilizando frequências radiais circularmente concêntricas (FSCr) de 0,25-2,0 cpg em níveis baixos de luminância (0,7 cd/m2). Todos os participantes apresentavam acuidade visual normal e estavam livres de doenças oculares identificáveis. A FSCr foi medida com o método psicofísico da escolha forçada. Os resultados mostraram sensibilidade máxima na faixa de frequência radial de 0,25 cpg para os dois grupos. Os resultados mostraram ainda diferenças significantes entre as curvas de FSCr de crianças ouvintes e de crianças com surdez pré-lingual. Isto é, as crianças ouvintes precisaram de menos contraste do que as crianças surdas para detectar as frequências radiais. Esses resultados sugerem que, em níveis baixos de luminância, a FSCr das crianças ouvintes foi melhor do que a das crianças com surdez pré-lingual.

Palabras clave : percepção visual de contraste; plasticidade; crianças surdas; frequência radial; método da escolha forçada.

        · resumen en Inglés     · texto en Portugués     · Portugués ( pdf epdf )

 

Creative Commons License Todo el contenido de esta revista, excepto dónde está identificado, está bajo una Licencia Creative Commons