SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.27 issue2Emotional intelligence in Brazil: an overview from scientific researchIntentionality in tomasello, searle, dennett and behavioral approaches to human cognition author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Psicologia: Teoria e Pesquisa

Print version ISSN 0102-3772

Abstract

CASTRO, Thiago Gomes de  and  GOMES, William Barbosa. Movimento fenomenológico: controvérsias e perspectivas na pesquisa psicológica. Psic.: Teor. e Pesq. [online]. 2011, vol.27, n.2, pp.233-240. ISSN 0102-3772.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-37722011000200014.

A repercussão do movimento fenomenológico na história da psicologia pode ser notada pelas persistentes tentativas de transposição do caráter eidético da fenomenologia para a análise sistemática de empiria. Nesse sentido, o conceito de redução fenomenológica, descrito pelo filósofo Edmund Husserl (1859-1938) e operacionalizado para a pesquisa psicológica, foi retomado como meio para investigar as tentativas de transição entre filosofia e psicologia. A revisão inclui três modelos de transposição metodológica, a saber: psicologia empírico-fenomenológica, fenomenologia experimental e neurofenomenologia. O trabalho enfatiza as diferenças epistemológicas entre modelos hermenêuticos e naturais no trabalho com dados de primeira pessoa. Conclui-se que um aprofundamento das discussões sobre as influências da fenomenologia à ciência psicológica seria oportuno e viável através do estudo da história desta intersecção.

Keywords : fenomenologia; história; método.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf epdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License