SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.27 issue2Emotional intelligence in Brazil: an overview from scientific researchIntentionality in tomasello, searle, dennett and behavioral approaches to human cognition author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Psicologia: Teoria e Pesquisa

Print version ISSN 0102-3772

Abstract

CASTRO, Thiago Gomes de  and  GOMES, William Barbosa. Movimento fenomenológico: controvérsias e perspectivas na pesquisa psicológica. Psic.: Teor. e Pesq. [online]. 2011, vol.27, n.2, pp. 233-240. ISSN 0102-3772.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-37722011000200014.

A repercussão do movimento fenomenológico na história da psicologia pode ser notada pelas persistentes tentativas de transposição do caráter eidético da fenomenologia para a análise sistemática de empiria. Nesse sentido, o conceito de redução fenomenológica, descrito pelo filósofo Edmund Husserl (1859-1938) e operacionalizado para a pesquisa psicológica, foi retomado como meio para investigar as tentativas de transição entre filosofia e psicologia. A revisão inclui três modelos de transposição metodológica, a saber: psicologia empírico-fenomenológica, fenomenologia experimental e neurofenomenologia. O trabalho enfatiza as diferenças epistemológicas entre modelos hermenêuticos e naturais no trabalho com dados de primeira pessoa. Conclui-se que um aprofundamento das discussões sobre as influências da fenomenologia à ciência psicológica seria oportuno e viável através do estudo da história desta intersecção.

Keywords : fenomenologia; história; método.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese