SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.31 número4Valores do Terapeuta na Clínica Analítico-ComportamentalUm Lugar para o Sujeito em Tempos de Consumo do Objeto: Um Estudo de Caso índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Psicologia: Teoria e Pesquisa

versão impressa ISSN 0102-3772versão On-line ISSN 1806-3446

Resumo

DOCKHORN, Carolina Neumann de Barros Falcão  e  MACEDO, Mônica Medeiros Kother. Estratégia Clínico-Interpretativa: Um Recurso à Pesquisa Psicanalítica. Psic.: Teor. e Pesq. [online]. 2015, vol.31, n.4, pp.529-535. ISSN 0102-3772.  http://dx.doi.org/10.1590/0102-37722015042473529535.

A Psicanálise impôs uma ruptura fundamental em relação à noção de ciência, demandando ampliação na concepção de método. A prática de pesquisa psicanalítica encontra na academia um cenário propício ao exercício de rigor e de criatividade do psicanalista. Reconhecendo divergências na pesquisa em psicanálise, a respeito da possibilidade investigativa além da clínica psicanalítica, este artigo apresenta uma estratégia de investigação com o método psicanalítico. Propõe-se a estratégia clínico-interpretativa que, sustentada na especificidade e no rigor psicanalítico, toma a escuta, a abstinência, a transferência e a interpretação como alicerces na pesquisa e na produção de conhecimento em psicanálise. Esta estratégia é composta de três etapas, as quais visam à interpretação e à ampliação de significados de um dado fenômeno.

Palavras-chave : psicanálise; pesquisa; método; estratégia clínico-interpretativa.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )