SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.25 issue2Disciplinary processes and teacher work in the primary school of Minas Gerais/Brazil (1869-1890)Facets of schooling democratization: an exigent school author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Educação em Revista

Print version ISSN 0102-4698

Abstract

FONSECA, Marcus Vinicios. População negra e civilização: uma análise a partir do estabelecimento da obrigatoriedade escolar em Minas Gerais (1830-1850). Educ. rev. [online]. 2009, vol.25, n.2, pp. 43-71. ISSN 0102-4698.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-46982009000200003.

Este artigo analisa o processo de estabelecimento da obrigatoriedade escolar como elemento de mediação entre o perfil racial da população e a ideia de civilização que orientou o processo de construção da educação em Minas Gerais. No século XIX, havia predomínio absoluto dos negros na população mineira e isso pode ser tomado como referência para que a ideia de obrigatoriedade escolar assumisse a condição de instrumento de normatização e controle de certos aspectos deste segmento populacional. Para tratar dessas questões, utilizamos como referência a documentação censitária que, nos anos de 1830, processou a contagem da população de Minas Gerais, Relatórios de Presidente de Província, memórias e relatos de viagem de indivíduos que travaram contanto com a sociedade mineira na primeira metade do século XIX.

Keywords : Negros; Escolarização; História da educação.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese