SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.34RACISMO E EDUCAÇÃO. UMA REVISÃO CRÍTICAPAULO FREIRE: OUTRAS INFÂNCIAS PARA A INFÂNCIA índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Educação em Revista

versão impressa ISSN 0102-4698versão On-line ISSN 1982-6621

Resumo

DEINA, Wanderley José. A CRISE NA EDUCAÇÃO, 60 ANOS DEPOIS: APONTAMENTOS SOBRE A CRISE EDUCACIONAL MODERNA NO QUADRO TEÓRICO DE A CONDIÇÃO HUMANA, DE HANNAH ARENDT. Educ. rev. [online]. 2018, vol.34, e195856.  Epub 13-Set-2018. ISSN 0102-4698.  http://dx.doi.org/10.1590/0102-4698195846.

O artigo A crise na educação, publicado por Hannah Arendt em 1958, o mesmo ano em que lançou A Condição Humana, apresenta uma análise singular acerca dos efeitos da crise política moderna manifesta em um contexto no qual a política, em seu sentido estrito, estaria de fora. Sessenta anos depois, o texto continua despertando reflexões importantes, demarcando a sua vitalidade, relevância e atualidade. O propósito deste trabalho é apresentar, na forma de um diálogo, alguns pontos nos quais a autora ancora sua singular interpretação acerca da educação moderna, na crise política geral apontada em A Condição Humana. De um modo específico, busca relacionar as críticas à pedagogia com as mudanças epistemológicas e axiológicas produzidas pela ciência moderna e pela deterioração do espaço público, ratificando a importância das reflexões de Hannah Arendt sobre a educação e sobre a política.

Palavras-chave : Modernidade; Crise; Educação; Arendt.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )