SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.21 issue4Platelet-rich plasma in rabbits: introduction of one experimental animal modelBinge eating before and after bariatric surgery author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

ABCD. Arquivos Brasileiros de Cirurgia Digestiva (São Paulo)

Print version ISSN 0102-6720

Abstract

SILVA, Paulo Henrique Freitas Farias et al. CD34 e caspase-3: comparação, correlação de expressão e quantificação imunoistoquímica no adenocarcinoma gástrico. ABCD, arq. bras. cir. dig. [online]. 2008, vol.21, n.4, pp. 180-184. ISSN 0102-6720.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-67202008000400006.

RACIONAL: O câncer gástrico continua a desafiar a medicina moderna a compreender o seu comportamento biológico e a melhorar seus índices de cura cirúrgica e taxa de sobrevivência. OBJETIVO: Comparar e correlacionar a expressão e a quantificação dos marcadores caspase-3 e CD34 no adenocarcinoma gástrico com fatores clínico-patológicos e com os tumores gástricos proximais e distais. MÉTODO: Foi utilizada análise imunoistoquímica quantitativa com os anticorpos anti-caspase-3 policlonal de coelho e CD43 monoclonal de rato, para marcar células do adenocarcinoma gástrico em 26 casos com CD34 e 22 com caspase-3 oriundos de blocos parafinados. As lâminas foram lidas para os parâmetros índice de marcagem em porcentagem, e densidade óptica em pixels. A leitura foi realizada pelo sistema SAMBA de citofotometria de imagem. RESULTADOS: As análises mostraram que a expressão dos marcadores caspase-3 e CD34 são elevadas, onde a média e o desvio-padrão para o índice de marcagem foram, respectivamente 87,72% ± 7,89 e 84,86% ± 9,17 e, para a densidade óptica, foram 60,75 ± 7,46 e 49,84 ± 8.48. Quando compararam-se os marcadores com a densidade óptica encontrou-se diferenças significativas entre a densidade óptica de caspase-3 (60,94) e a do CD34 (50,27) com P<0.001. A correlação entre os marcadores foi positiva para a densidade óptica de CD34 versus o índice de marcagem de CD34 com P=0.006, r=0,520 e para densidade óptica de caspase-3 versus índice de marcagem de caspase-3, com P=0.015, r=0.512. Não encontrou-se correlação dos marcadores quando compararam-se os índices de marcagem e as densidades ópticas com a curvatura gástrica, diferenciação tumoral, classificação de Borrmann, padrão tumoral ou invasão linfática. Os parâmetros clínicos sexo e idade também não se correlacionaram com os marcadores. A correlação com o local do tumor mostrou diferença entre os tumores de localização distal e proximal, onde a média da densidade de CD34 nos distais (52,44 ± 7,72) é maior do que a dos proximais (45,67 ± 6,06) com P=0.023. CONCLUSÃO: As expressões dos índices de caspase-3 e CD34 são elevados para o adenocarcinoma gástrico A comparação da densidade óptica de caspase-3 é maior do que a do CD34. Há correlação linear positiva entre a densidade óptica e o índice de marcagem tanto para CD34 quanto para caspase-3. Não há correlação da expressão e quantificação entre os marcadores caspase-3 e CD34 e os fatores clínico-patológicos estudados. A densidade óptica de CD34 no adenocarcinoma gástrico distal é maior do que a densidade óptica no proximal sugerindo que apresentam diferenças biológicas relacionadas com a localização do tumor.

Keywords : CD34; Caspase-3; Citofotometria.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese