SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.25 issue2Factors associated with chronic gastritis in patients with presence and absence of Helicobacter pyloriIschemia/reperfusion injury after continuous or intermittent hepatic pedicle clamping in rabbits author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


ABCD. Arquivos Brasileiros de Cirurgia Digestiva (São Paulo)

Print version ISSN 0102-6720

Abstract

BONATO, Flávia Thaiana et al. Tratamento cirúrgico dos insulinomas do pâncreas. ABCD, arq. bras. cir. dig. [online]. 2012, vol.25, n.2, pp.101-104. ISSN 0102-6720.  https://doi.org/10.1590/S0102-67202012000200008.

RACIONAL - O insulinoma do pâncreas é neoplasia neuroendócrina proveniente das células beta das ilhotas pancreáticas. Apesar de rara, é a neoplasia endócrina pancreática mais comum, com cerca de quatro casos por milhão de pessoas. O tratamento preferencial dos insulinomas é cirúrgico. OBJETIVO - Analisar as características clínicas, epidemiológicas, cirúrgicas e anatomopatológicas dos pacientes tratados na última década em dois serviços. MÉTODOS - Foram revisados retrospectivamente os prontuários dos pacientes submetidos à cirurgia para tratamento de insulinoma no período de 1999 a 2011. Dados demográficos, tipo e duração dos sintomas, associação ou não à síndrome endócrina e exames diagnósticos foram obtidos dos registros de prontuários. Analisaram-se, também, o método cirúrgico, achados intra-operatórios e complicações imediatas e tardias. RESULTADOS - Dezesseis pacientes com diagnóstico de insulinoma foram submetidos ao tratamento cirúrgico. Foram excluídos dois por falta de registros completos no prontuário.  Do total, 68,7% eram mulheres. A idade variou de 20 a 60 anos, com média de 39 anos. Apenas um caso era associado à síndrome de neoplasia endócrina múltipla tipo 1. Sintomas neuropsiquiátricos, principalmente a síncope, foram os mais comuns. A duração média das manifestações clínicas até o diagnóstico foi de um ano e meio. Exames de imagem foram utilizados em todos os pacientes com 68,7% de localização pré-operatória do tumor. Todas as operações foram realizadas de forma convencional (aberta), sem uso da laparoscopia. As lesões foram identificadas em todas as porções do pâncreas sendo a maioria na cabeça pancreática. O alívio dos sintomas só não foi obtido em um paciente. Não houve óbito entre os pacientes analisados. CONCLUSÃO - O diagnóstico de insulinoma é frequentemente estabelecido após vários meses do início das manifestações clínicas e o tratamento cirúrgico é curativo na quase totalidade dos pacientes.

Keywords : Insulinoma; Neoplasias; Pâncreas.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · English ( pdf ) | Portuguese ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License