SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.27 número1Adductor pollicis muscle as predictor of malnutrition in surgical patientsSuprapubic laparoscopic cholecystectomy: technique and preliminary results índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

Compartir


ABCD. Arquivos Brasileiros de Cirurgia Digestiva (São Paulo)

versión impresa ISSN 0102-6720

Resumen

CAMBRUZZI, Eduardo et al. A presença de metástases em linfonodos regionais está associada ao tamanho tumoral e profundidade de invasão no adenocarcinoma gástrico esporádico. ABCD, arq. bras. cir. dig. [online]. 2014, vol.27, n.1, pp.18-21. ISSN 0102-6720.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-67202014000100005.

Racional:

O adenocarcinoma gástrico é encontrado mais frequentemente em homens acima de 50 anos sob a forma de lesão antral. A neoplasia apresenta características histopatológicas heterogêneas e prognóstico ruim (sobrevida média de 15% em cinco anos).

Objetivo:

Estimar a relação entre a presença de metástases nodais e demais fatores prognósticos no adenocarcinoma gástrico esporádico.

Método:

Foram avaliados 164 casos consecutivos de adenocarcinoma gástrico previamente submetidos à gastrectomia (parcial ou total), sem evidências clínicas de metástase à distância, sendo determinadas as seguintes variáveis: topografia da lesão, tamanho tumoral, configuração macroscópica segundo Borrmann, grau histológico, lesão precoce ou avançada, subtipo histológico segundo Lauren, presença de células em anel de sinete, grau de invasão, status dos linfonodos perigástricos, invasão angiolinfática/perineural e estadiamento.

Resultados:

Foram encontradas 21 lesões precoces (12,8%) e 143 avançadas (87,2%) com predomínio de lesões T3 (n=99/60,4%) e N1 (n=62/37,8%). O status nodal esteve associado à profundidade de invasão (p<0,001) e tamanho tumoral (p<0,001). O estadiamento esteve relacionado à idade (p=0,048), grau histológico (p=0,003) e presença de células em anel de sinete (p=0,007), invasão angiolinfática (p=0,001) e invasão perineural (p=0,003).

Conclusão:

No adenocarcinoma gástrico, o envolvimento linfonodal, o tamanho tumoral e a profundidade de invasão são dados histopatológicos associados ao padrão de crescimento/disseminação neoplásico, sugerindo que a dissecção ampla de linfonodos perigástricos seja etapa fundamental no tratamento cirúrgico destes pacientes.

Palabras clave : Adenocarcinoma; Patologia; Gastropatias; Prognóstico.

        · resumen en Inglés     · texto en Inglés | Portugués     · Inglés ( pdf ) | Portugués ( pdf )