SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.27 número2Eficácia da técnica de ligadura interesfincteriana do trato fistuloso (LIFT) no tratamento da fístula anal: resultados iniciaisInfluência da idade do paciente e do tamanho dos pólipos colorretais nos achados histopatológicos índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


ABCD. Arquivos Brasileiros de Cirurgia Digestiva (São Paulo)

versão impressa ISSN 0102-6720

Resumo

SILVEIRA, Thalita Morgana Guimarães et al. Avaliação nutricional e força de aperto de mão de candidatos à cirurgia do trato gastrointestinal. ABCD, arq. bras. cir. dig. [online]. 2014, vol.27, n.2, pp.104-108. ISSN 0102-6720.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-67202014000200005.

RACIONAL:

Na prática clínica são necessários métodos simples, confiáveis, de baixo custo e de fácil acesso para a avaliação do estado nutricional. A força do aperto de mão é reconhecida como uma ferramenta útil para avaliar a força muscular, e consequentemente, elemento que pode detectar desnutrição.

OBJETIVO:

Avaliar o estado nutricional tanto pela avaliação nutricional subjetiva global como pela força do aperto de mão de pacientes em pré-operatório e comparar o diagnóstico obtido por ambas e os tradicionais métodos antropométricos.

MÉTODOS:

Foi realizado estudo transversal com pacientes internados para operação em trato gastrointestinal e órgãos anexos. Foram coletados dados socioeconômicos, antropométricos, aplicado a avaliação nutricional subjetiva global e verificada a força do aperto de mão. Esta força foi obtida pela média de três medidas da mão dominante e não dominante e dessa forma, comparada com valores de referência da população brasileira, segundo sexo e idade, para a classificação do risco nutricional.

RESULTADOS:

A amostra foi constituída por 40 pacientes de 24 a 83 anos, a maioria mulheres (52,5%) donas de casa (37,5%) e com diagnóstico de neoplasia (45%). Segundo a avaliação nutricional subjetiva global, 37,5% foram classificados como desnutridos moderados; 15% com baixo peso pelo IMC; 25% com circunferência braquial em risco para desnutrição (<percentil 5); 60% com perda ponderal recente; e pela força do aperto de mão, 37,5% tinham baixa força na mão não dominante (esquerda).

CONCLUSÃO:

Houve associação significativa do diagnóstico nutricional observado pela avaliação subjetiva com os métodos antropométricos e a força do aperto de mão apenas no membro não dominante.

Palavras-chave : Avaliação nutricional; Desnutrição; Antropometria; Aperto de mão; Cirurgia.

        · resumo em Inglês     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf ) | Inglês ( pdf )