SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.28 issue2Anatomical basis for the intrahepatic glissonian approach during hepatectomiesSimplified technique for auxiliary orthotopic liver transplantation using a whole graft author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


ABCD. Arquivos Brasileiros de Cirurgia Digestiva (São Paulo)

Print version ISSN 0102-6720On-line version ISSN 2317-6326

Abstract

BOEMEKE, Laura; BASSANI, Lilian; MARRONI, Cláudio Augusto  and  GOTTSCHALL, Catarina Bertaso Andreatta. Perfil lipídico de pacientes cirróticos e sua relação com o desfecho clínico. ABCD, arq. bras. cir. dig. [online]. 2015, vol.28, n.2, pp.132-135. ISSN 2317-6326.  https://doi.org/10.1590/s0102-67202015000200012.

RACIONAL:

Portadores do vírus da hepatite C apresentam menores valores de colesterol total, lipoproteína de alta densidade, lipoproteína de baixa densidade e triglicerídeos, quando comparados aos pacientes não infectados. Com a progressão da hepatopatia, os valores de colesterol e suas frações reduzem linearmente, havendo relação entre redução do perfil lipídico e os marcadores Child-Pugh e MELD.

OBJETIVO:

Verificar a relação entre redução do perfil lipídico e o desfecho clínico apresentado (transplante hepático ou óbito pré-transplante).

MÉTODOS:

Análise transversal de um estudo de acompanhamento, realizado através da revisão de prontuários médicos. Foram estudados pacientes cirróticos, acompanhados no Ambulatório de Gastroenterologia de um hospital terciário de grande porte com cirrose de causa viral e/ou alcoólica. As características clínicas (sexo, idade e etiologia da cirrose) e dados de perfil lipídico dos 150 pacientes estudados foram coletados no ano de 2010. Para análise da ocorrência dos desfechos clínicos, os pacientes foram avaliados após quatro anos.

RESULTADOS:

A causa prevalente foi vírus da hepatite C (53,3%), seguida de álcool (32%) e vírus da hepatite C e álcool (14,6%). O sexo masculino representou 62% da amostra e a média de idade foi de 63,1±9,11 anos. As alterações lipídicas prevalentes foram hipocolesterolemia associada à hipotrigliceridemia (36,6%) e hipocolesterolemia isolada (34,6%). Analisando-se os grupos de pacientes que apresentaram alteração referente ao perfil lipídico, identificou-se associação significativa entre hipocolesterolemia isolada e o desfecho clínico - transplante hepático (p<0,025), sendo 18% a probabilidade de realização de transplante hepático neste grupo de pacientes. Não houve associação entre redução do perfil lipídico e óbito.

CONCLUSÃO:

A hipocolesterolemia isolada contribui para avaliação da progressão da hepatopatia, devido à associação entre redução do colesterol e suas frações e o desfecho clínico-transplante hepático.

Keywords : Cirrose hepática; Desfecho; Hepatite C; Lipoproteínas.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · English ( pdf ) | Portuguese ( pdf )