SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.28 issue4EFFECT OF OMEGA-3 FATTY ACID IN THE HEALING PROCESS OF COLONIC ANASTOMOSIS IN RATSIMMUNOLOGICAL EVALUATION OF PATIENTS WITH TYPE 2 DIABETES MELLITUS SUBMITTED TO METABOLIC SURGERY author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


ABCD. Arquivos Brasileiros de Cirurgia Digestiva (São Paulo)

Print version ISSN 0102-6720On-line version ISSN 2317-6326

Abstract

YAMAZAKI, Kendi et al. MODELO EXPERIMENTAL PARA AVALIAÇÃO DO TEMPO DE PERMANÊNCIA DAS SOLUÇÕES DE INJEÇÃO PARA DISSECÇÃO ENDOSCÓPICA DE SUBMUCOSA GÁSTRICA. ABCD, arq. bras. cir. dig. [online]. 2015, vol.28, n.4, pp.262-265. ISSN 2317-6326.  http://dx.doi.org/10.1590/s0102-6720201500040011.

Racional:

Sabe-se que os maiores riscos na ressecção endoscópica da submucosa são o sangramento e a perfuração. A criação de um coxim submucoso duradouro é essencial para a remoção da lesão completa e com segurança. Atualmente não se conhece um modelo experimental adequado para avaliação da durabilidade do coxim submucoso com diferentes soluções.

Objetivo

: Descrever um modelo experimental melhorado para avaliar soluções de injeção de submucosa.

Métodos:

Foram utilizados quatro porcos domésticos para avaliar dois tipos diferentes de soluções para injeção na submucosa gástrica. Após laparotomia mediana, a parede gástrica anterior foi aberta no sentido corpo-antro e sua superfície mucosa foi exposta por eversão da abertura gástrica. Dois tipos diferentes de solução (manitol a 10% e solução salina normal) foram injetados na submucosa da parede gástrica anterior de corpo distal. Todos os coxins submucosos foram injetados até que alcançassem o mesmo tamanho, padronizado como 1,0 cm de altura por 2,0 cm de diâmetro. Foram aplicados régua e compasso para garantir a acurácia das medidas.

Resultados:

O experimento foi completo nos quatro animais. Todos os coxins submucosos tinham o mesmo tamanho, medido com régua e compasso. Com o uso da solução de manitol, a duração média do coxim submucoso foi maior que a da solução salina: 20 e 22 min (média 21 min) vs 5 e 6 min (média 5,5 min).

Conclusões:

Este modelo experimental é simples e permite analisar duração, tamanho e efeito do coxim submucoso, tornando-se mais confiável que outros modelos que empregam estômagos ressecados de porcos ou imagens endoscópicas de modelos porcinos vivos.

Keywords : Câncer gástrico precoce; Ressecção mucosa endoscópica; Dissecção endoscópica de submucosa.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · English ( pdf ) | Portuguese ( pdf )