SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.33 issue1Hiatal hernia repair: prevention of mesh erosion and migration into the esophagogastric junctionCholangioscopy-guided lithotripsy vs. conventional therapy for complex bile duct stones: a systematic review and meta-analysis author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


ABCD. Arquivos Brasileiros de Cirurgia Digestiva (São Paulo)

Print version ISSN 0102-6720On-line version ISSN 2317-6326

Abstract

BRUNALDI, Vítor Ottoboni et al. TERAPIA FOTODINÂMICA EM COLANGIOCARCINOMA EXTRA-HEPÁTICO UTILIZANDO COLANGIOSCOPIA DIGITAL. ABCD, arq. bras. cir. dig. [online]. 2020, vol.33, n.1, e1490.  Epub Nov 13, 2020. ISSN 2317-6326.  https://doi.org/10.1590/0102-672020190001e1490.

Racional:

Colangiocarcinoma é neoplasia agressiva que geralmente exige drenagem biliar paliativa. A terapia fotodinâmica (TFD) tem sido descrita como tratamento adjunto bem-sucedido para tratar obstrução biliar maligna.

Objetivo:

Descrever o emprego do colangioscópio digital para ajudar a fornecer luz de laser durante sessão de TFD biliar usando fonte de luz desenvolvida localmente.

Método:

Paciente recebe fotossensibilizador intravenoso 24 h antes do procedimento que começa com duodenoscopia regular. Após a identificação da papila principal e da canulação retrógrada, o colangioscópio digital é introduzido no ducto biliar comum. Em seguida, o exame colangioscópico ajuda a identificar a estenose neoplásica. Sob visualização direta, o cateter de iluminação avança através do colangioscópio. Reposicionamento é feito a cada centímetro. Ao final colangioscopia avalia o ducto biliar quanto ao resultado imediato e a eventos adversos.

Resultado:

Este procedimento foi aplicado em um homem de 82 anos devido à icterícia obstrutiva nos últimos dois meses. EUS e CPRE revelaram dilatação grave do ducto biliar comum associada à coledocolitíase. Além disso, havia dilatação do ducto hepático até massa sólida hipoecóica bem circunscrita, medindo 1,8x2 cm, comprimindo o ducto hepático comum. Ela foi considerada irressecável e paciente encaminhado para tratamento paliativo com TFD que permaneceu assintomático por três meses. Morreu devido a complicações 15 meses após a sessão de TFD.

Conclusão:

A TFD biliar guiada por colangioscopia digital é viável e parece segura e eficaz como modalidade auxiliar na paliação de colangiocarcinoma extra-hepático.

Keywords : Endoscopia; Colangiocarcinoma; Icterícia; CPRE.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · English ( pdf ) | Portuguese ( pdf )