SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.17 número49De perto e de dentro: notas para uma etnografia urbanaEntre o estado e a revolução índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Ciências Sociais

versão impressa ISSN 0102-6909versão On-line ISSN 1806-9053

Resumo

SANTOS, Luiz Antonio C.. A radicalidade de Os Parceiros do Rio BonitoA radicalidade de Os Parceiros do Rio Bonito. Rev. bras. Ci. Soc. [online]. 2002, vol.17, n.49, pp.31-38. ISSN 0102-6909.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-69092002000200003.

O livro Os parceiros do Rio Bonito traz uma contribuição admirável ao pensamento social brasileiro por sua relevância ético-política, como obra de denúncia política e crítica social; por sua contribuição formal ou estética, uma fina arquitetura da palavra e da argumentação sociológica e antropológica; e por sua contribuição metodológica, a pertinência do ato crítico aberto e pautado pela fluidez, em contraposição à adesão irrestrita a determinado aparato teórico. À atitude crítica associa-se a atitude mental de empatia pelo objeto, que se afasta de um frio e distante "sociologismo", mas, ao mesmo tempo, se recusa a atribuir-lhe as características que "gostaríamos" que tivesse, conforme a ideologia ou as crenças que partilhamos. A radicalidade dessa obra reside no espírito aberto para a "aventura sociológica", daí resultando a inexistência de "manifestos"ou "normas" de conduta. Todavia, Candido demarca os limites entre o espírito aberto à diversidade e à versatilidade no trato do fenômeno social, de um lado, e a adesão aventureira a um relativismo estéril, de outro. Finalmente, discute-se aqui a íntima relação entre a conduta intelectual do autor - sua postura ética diante do mundo acadêmico - e sua própria obra.

Palavras-chave : Teoria social; Antonio Candido; Interdisciplinaridade; Metodologia de pesquisa.

        · resumo em Inglês | Francês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons