SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.22 número63Les Maîtres Fous, de Jean Rouch: questões epistemológicas da relação entre cinema documental e produção de conhecimentoA formação de um mercado de microfinanças no sertão da Bahia índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Ciências Sociais

versão impressa ISSN 0102-6909versão On-line ISSN 1806-9053

Resumo

BARREIRA, Irlys. A eficácia simbólica da memória e seus limites. Rev. bras. Ci. Soc. [online]. 2007, vol.22, n.63, pp.93-105. ISSN 0102-6909.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-69092007000100008.

Este texto aborda, com base numa análise sobre conflitos familiares e disputas políticas em um município cearense, os diferentes usos da memória como forma de afirmação de facções no cenário de campanhas eleitorais. Após o assassinato do prefeito, a rememoração do crime serviu de referência para várias campanhas eleitorais, incluindo também movimentos de natureza jurídica, nos quais a divisão entre vítimas e culpados era recuperada. Nas últimas eleições, discursos alusivos à necessidade de "esquecer" o passado e "pensar no que seria melhor para o município" terminou prevalecendo, dando vitória aos parentes acusados da morte do prefeito ocorrida em 1998. Com base no acompanhamento da situação política do município de Acaraú, exploramos o tema da conversão da memória em emblema político, verificando os limites de sua eficácia simbólica e a (re)significação mais recente do "passado".

Palavras-chave : Eficácia simbólica; Família; Campanha eleitoral; Memória.

        · resumo em Inglês | Francês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons