SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.23 número68Reconstruindo a tradição: turismo e modernidade na China e no JapãoEconomia e sociedade: últimos achados sobre a "grande obra" de Max Weber índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Ciências Sociais

versão impressa ISSN 0102-6909versão On-line ISSN 1806-9053

Resumo

WILLIAMS, Brackette F.. "Dominando" os bárbaros: Barbados, ativismo abolicionista e classificação da pena de morte. Rev. bras. Ci. Soc. [online]. 2008, vol.23, n.68, pp.23-40. ISSN 0102-6909.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-69092008000300003.

Contando com a justiça, as organizações internacionais de direitos humanos que trabalham para abolir a pena de morte freqüentemente tratam da questão se suas estratégias fortalecem a dominação imperial. O presente artigo analisa como abolicionistas, comprometidos com uma causa moralmente justa, comemoram vitórias mesmo quando, de outro ponto de vista, suas ações lhes tornam cúmplices em minar o poder constitucional de Estados política e economicamente fracos, os quais, embora inadequadamente, apóiam seus cidadãos em outras lutas pela liberdade e pela justiça. Não tendo poder suficiente para resistir às restrições, na medida em que se expande a infra-estrutura classificatória internacional, cada vez menos pessoas em Estados fracos possuem a autoridade de participar na elaboração das classificações que moldam as visões de interação humanitária no interior de populações e entre elas, e têm que decidir se os direitos conquistados valem o preço da perda da liberdade cognitiva.

Palavras-chave : Barbados; Ativismo; Pena de Morte; Classificação; Imperialismo.

        · resumo em Inglês | Francês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons