SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.23 número68Economia e sociedade: últimos achados sobre a "grande obra" de Max WeberAtores periféricos na sociedade civil: redes e centralidades de organizações em São Paulo índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Ciências Sociais

versão impressa ISSN 0102-6909versão On-line ISSN 1806-9053

Resumo

PERES, Paulo Sérgio. Comportamento ou instituições? A evolução histórica do neo-institucionalismo da ciência política. Rev. bras. Ci. Soc. [online]. 2008, vol.23, n.68, pp.53-71. ISSN 0102-6909.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-69092008000300005.

Meu objetivo neste texto é fazer uma breve reconstrução histórica do paradigma neo-institucionalista da ciência política, com a finalidade de destacar dois pontos. O primeiro é que houve dois fatores que concorreram para a "revolução neo-institucional", quais sejam, a emergência, a partir dos anos de 1950, da análise econômica dos fenômenos políticos sob a ótica dos paradoxos das decisões coletivas e a crise do behaviorismo a partir da segunda metade da década de 1960. O segundo é que a abordagem neo-institucional tem como característica teórica central a síntese epistemológica e metodológica de parte do comportamentalismo com parte do "antigo" institucionalismo.

Palavras-chave : Neo-Institucionalismo; Comportamentalismo; História da Ciência Política; Instituições Políticas.

        · resumo em Inglês | Francês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons