SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.24 número71Disciplina e coalizões partidárias na Assembléia Legislativa de Santa Catarina (1999-2006)Pensamento brasileiro e teoria social: notas para uma agenda de pesquisa índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Ciências Sociais

versão impressa ISSN 0102-6909versão On-line ISSN 1806-9053

Resumo

CODATO, Adriano  e  PERISSINOTTO, Renato M.. Marxismo e elitismo: dois modelos antagônicos de análise social?. Rev. bras. Ci. Soc. [online]. 2009, vol.24, n.71, pp.143-153. ISSN 0102-6909.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-69092009000300010.

Este artigo contrapõe-se às proposições sobre poder, classe e dominação política de classe elaboradas por uma vertente particular do marxismo - o marxismo estruturalista -, por meio de um diálogo crítico com um de seus autores paradigmáticos: Nicos Poulantzas. Defendemos que, ao contrário do que sugere Poulantzas, a introdução do conceito de "elite" no interior do marxismo teórico pode ser produtiva para o desenvolvimento dessa perspectiva de análise social, tornando a abordagem classista da política operacionalizável cientificamente.

Palavras-chave : Marxismo; Teoria das elites; Teoria social; Nicos Poulantzas; Análise de classe.

        · resumo em Inglês | Francês     · texto em Português     · Português ( pdf epdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons