SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.26 número75Individualismo e partidarismo em doze estados brasileirosBanquete de homens: sexualidade, parentesco e predação na prática da prostituição feminina índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Ciências Sociais

versão impressa ISSN 0102-6909

Resumo

MISKOLCI, Richard  e  BALIEIRO, Fernando de Figueiredo. O drama público de Raul Pompeia: sexualidade e política no Brasil finissecular. Rev. bras. Ci. Soc. [online]. 2011, vol.26, n.75, pp.73-88. ISSN 0102-6909.  https://doi.org/10.1590/S0102-69092011000100004.

A partir do suicídio de Raul Pompeia, buscamos compreender como sua trajetória intelectual e política revela relações pouco reconhecidas entre a sexualidade e a esfera pública no contexto brasileiro de fins do século XIX. Autor de O Ateneu (1888), o jovem republicano, desenvolveu uma crítica do Império por meio de uma história dos descaminhos morais que marcavam a formação da elite nacional. Na República, no entanto, Pompeia viu sua obra e seu engajamento político voltarem-se contra ele pela suspeita de uma sexualidade dissidente, o que o ameaçava com a desonra pública. Desenvolvemos uma análise sociológica e histórica que analisa as normas de gênero e sexualidade que compunham o sistema de valores morais em que se davam as relações entre indivíduo e sociedade no Brasil, borrando as elusivas fronteiras entre público e privado, acontecimento histórico e experiência subjetiva.

Palavras-chave : Sexualidade; Público [privado]; Teoria Queer; Raul Pompeia; Homossexualidade.

        · resumo em Inglês | Francês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons