SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.28 número83Habitus, reflexividade e neo-objetivismo na teoria da prática de Pierre BourdieuPioneiros de Mato Grosso e Pernambuco: novos e velhos capítulos da colonização no Brasil índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Ciências Sociais

versão impressa ISSN 0102-6909

Resumo

CALAVIA SAEZ, Oscar. A ética da pesquisa na era da autoria: direito intelectual indígena, socialidade e invenção antropológica. Rev. bras. Ci. Soc. [online]. 2013, vol.28, n.83, pp.73-84. ISSN 0102-6909.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-69092013000300005.

A ética na pesquisa antropológica está cada vez mais centrada, no Brasil, na autoria indígena - e, portanto, na propriedade intelectual. O nativo é um autor da cultura indígena, e direitos coletivos deveriam garantir essa propriedade. No entanto, os direitos intelectuais sempre foram a própria substância da relação social, a riqueza que passaria de uma geração a outra, ou entre afins. E foi, assim, um instrumento em mãos das autoridades locais, que tinham o poder de doar ou reter esse conhecimento. Os esforços atuais de atribuir esses direitos à comunidade, embora sejam vistos como uma tentativa de preservação cultural, incluem na verdade uma reforma social, construindo um conjunto de novas relações, geridas por um conjunto de novos sujeitos políticos. Se os debates éticos hão de ser completos, a autoria do pesquisador deve ser contabilizada não apenas nas suas publicações, mas também nas inovações culturais que promove.

Palavras-chave : Autoria; Autoridade; Cultura; Yaminawa; Yanomami; Direitos intelectuais.

        · resumo em Inglês | Francês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons