SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.29 número84Sindicatos e justiça: mecanismos judiciais e exercício de direitosPerfil profissional e distribuição regional dos senadores brasileiros em dois séculos de história índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Ciências Sociais

versão impressa ISSN 0102-6909

Resumo

CODATO, Adriano. Classe política e regime autoritário: os advogados do Estado Novo em São Paulo. Rev. bras. Ci. Soc. [online]. 2014, vol.29, n.84, pp.145-163. ISSN 0102-6909.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-69092014000100010.

O artigo descreve, com base na análise prosopográfica de um pequeno grupo, o surgimento de um tipo político novo durante o Estado Novo brasileiro, e como isso está associado não à profissionalização da burocracia pública, mas à redefinição do perfil e da hierarquia política entre as classes dirigentes. São examinados os itinerários políticos e as propriedades sociais da classe política incumbida de gerir o estado de São Paulo depois da Revolução de 1930, do fracasso da Rebelião de 1932 e do advento da ditadura de 1937. Discutimos como a ascensão de um grupo com uma configuração mais técnica e menos tradicional, onde o saber jurídico é o seu principal recurso social, constituiu uma espécie de "República de advogados", em substituição à "República dos oligarcas". Na última parte do artigo avançamos uma interpretação das três dimensões em que se pode verificar o câmbio da classe política paulista durante os anos de 1930 e 1940: social, profissional e simbólica.

Palavras-chave : Classe política; Advogados; Estado Novo; Getúlio Vargas; São Paulo.

        · resumo em Inglês | Francês     · texto em Português     · Português ( pdf epdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons