SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.30 número87Reconfigurações da teoria social após a hegemonia ocidentalMigrações, cultura científica e empreendedorismo: lições do desenvolvimento industrial inglês do século XIX índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Ciências Sociais

versão impressa ISSN 0102-6909

Resumo

VILELA, Elaine Meire; COLLARES, Ana Cristina Murta  e  NORONHA, Cláudia Lima Ayer de. Migrações e trabalho no Brasil: fatores étnico-nacionais e raciais. Rev. bras. Ci. Soc. [online]. 2015, vol.30, n.87, pp.19-42. ISSN 0102-6909.  https://doi.org/10.17666/308719-39/2015.

O objetivo central deste texto é identificar quais grupos minoritários de migrantes estão em maior desvantagem no mercado de trabalho brasileiro, quando comparados ao grupo “majoritário”. Os resultados mostram que, ante este grupo, as desvantagens dos brasileiros negros em relação aos brasileiros brancos são menores do que as desvantagens encontradas para bolivianos, paraguaios, peruanos e uruguaios. Porém, quando se faz uma análise regional, o impacto negativo de cor/raça é mais forte em São Paulo e no Amazonas. O contrário ocorre para os estados do Paraná e do Rio Grande do Sul, onde o efeito negativo é maior para os grupos étnicos/nacionais de paraguaios e uruguaios, respectivamente.

Palavras-chave : Mercado de trabalho; Discriminação; Migração; Modelo Multinível linear.

        · resumo em Inglês | Francês     · texto em Português     · Português ( pdf )