SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.30 número87Dimensões da nação: uma análise do discurso estatístico da diretoria geral de estatística (1872-1930)Grupos sociais e preferência política: o voto evangélico no Brasil índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Ciências Sociais

versão impressa ISSN 0102-6909

Resumo

MARTINS, Rodrigo Constante. A classificação disciplinar no mercado dos enunciados ambientais. Rev. bras. Ci. Soc. [online]. 2015, vol.30, n.87, pp.97-114. ISSN 0102-6909.  http://dx.doi.org/10.17666/308797-113/2015.

Este artigo tem como objetivo discutir a gênese da crença social nos instrumentos econômicos de gestão ambiental. As discussões empreendidas terão como foco a problematização da hipótese de que a consolidação da questão ambiental na agenda político-social contemporânea está intimamente relacionada com a capacidade de nominação que a teoria da utilidade marginal, como fato histórico-cultural, desenvolveu no curso do século XX. O estudo discute como o marginalismo neoclássico atua na descrição dos impasses e na prescrição dos temas da moderna agenda ambiental, contribuindo para o debate sobre as formas de experimentação e nominação que as sociedades modernas mantêm sobre seus quadros de autorreconhecimento.

Palavras-chave : Sociedade e meio ambiente; Crise socioambiental; Teoria social e meio ambiente.

        · resumo em Inglês | Francês     · texto em Português     · Português ( pdf )