SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.30 número88Ideias em outro lugar? Constituição liberal e codificação do direito privado na virada do século XIX para o século XX no BrasilPós-estruturalismo e a crítica como repetição índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Ciências Sociais

versão impressa ISSN 0102-6909versão On-line ISSN 1806-9053

Resumo

MIGUEL, Luis Felipe. Violência e política. Rev. bras. Ci. Soc. [online]. 2015, vol.30, n.88, pp.29-44. ISSN 0102-6909.  http://dx.doi.org/10.17666/308829-44/2015.

A relação entre violência e política tem sido deixada de lado pela maior parte da teoria política, como um fato desagradável sobre o qual é melhor não pensar. O artigo discute essa relação, tomando três pontos de partida. (1) A questão do uso da violência amplifica o drama maquiaveliano da política: a busca deefetividade na ação em tensão com a observância deprincípios normativos. (2) É possível dizer, como Girard, que a ordem política se constitui tendo por objetivo esconjurar a violência. O fato de que a política busca prevenir a irrupção daquilo que está em seu substrato reforça a tensão referida antes. (3) Em toda essa discussão, porém, o foco está na violência aberta. A violência estrutural ou sistêmica, vinculada às formas de dominação e opressão vigentes, é deixada de lado e não é marcada como um desvio em relação ao fazer político aceitável. Mas seus efeitos materiais são tão claros quanto os da violência aberta. Assim, não há como discutir a relação entre violência e política sem introduzir a violência estrutural, que muitas vezes está incorporada nas próprias instituições que devem prevenir a violência aberta.

Palavras-chave : Violência; Política; Conflito; Dominação; Resistência.

        · resumo em Inglês | Francês     · texto em Português     · Português ( pdf )