SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.30 número88Violência e políticaEntre cooperação e centralização: Federalismo e políticas sociais no Brasil Pós-1988 índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Ciências Sociais

versão impressa ISSN 0102-6909versão On-line ISSN 1806-9053

Resumo

MENDES, Cristiano. Pós-estruturalismo e a crítica como repetição. Rev. bras. Ci. Soc. [online]. 2015, vol.30, n.88, pp.45-59. ISSN 0102-6909.  http://dx.doi.org/10.17666/308845-59/2015.

O presente artigo faz uma reflexão sobre as possibilidades de crítica a partir das abordagens pós-estruturalistas no âmbito das Relações Internacionais. Para isso, apresentamos um panorama da utilização do pós-estruturalismo neste campo de conhecimento destacando a obra de Robert Walker e sua crítica às correntesmainstream. Chamamos a atenção para o fato de que todo esforço de relativização empreendido pelo pós-estruturalismo necessita, de forma intrínseca, a aceitação de elementos já estabelecidos e imunes à relativização. Em seguida, apresentamos dois instrumentos utilizados por essa perspectiva teórica: a desconstrução e a tresvaloração. Elaboramos a partir daí uma reflexão sobre as possibilidades de posicionamento crítico. Ao final, concluímos que a repetição do paradigma a ser desconstruído deve ser considerada uma das formas possíveis de crítica em acordo com os pressupostos da abordagem teórica em questão.

Palavras-chave : Pós-estruturalismo; Crítica; Repetição; Derrida; Walker.

        · resumo em Inglês | Francês     · texto em Português     · Português ( pdf )