SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.31 número91Mobilização política e integração de migrantes no Brasil: Os casos Zulmira Cardoso e Brayan CapchaPÓS-GRADUAÇÃO EM RELAÇÕES INTERNACIONAIS NO BRASIL: ANOTAÇÕES SOBRE SUA INSTITUCIONALIZAÇÃO índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Ciências Sociais

versão impressa ISSN 0102-6909versão On-line ISSN 1806-9053

Resumo

AGIER, Michel. NOVA COSMÓPOLIS: AS FRONTEIRAS COMO OBJETOS DE CONFLITO NO MUNDO CONTEMPORÂNEO. Rev. bras. Ci. Soc. [online]. 2016, vol.31, n.91, e319103.  Epub 04-Jul-2016. ISSN 0102-6909.  http://dx.doi.org/10.17666/319103/2016.

A globalização não suprimiu as fronteiras: ela as transforma, as desloca, as dissocia umas das outras. Algumas atividades econômicas, por exemplo, não têm o mesmo alcance das atividades políticas ou das comunicações. As fronteiras se multiplicam, se alargam e se tornam, assim, simultaneamente mais frágeis e incertas. O momento atual do processo de globalização nos traz duas questões referentes à possibilidade de viver em uma escala global. Por um lado, um número cada vez maior de fronteiras se transformam em muros, mais migrantes morrem em mares, desertos e montanhas ao tentar atravessar fronteiras fechadas. Por outro lado, a questão filosófica e política do cosmopolitismo volta à ordem do dia em um contexto diferente daquele do Iluminismo, mas que formula, concretamente, as mesmas perguntas. A partir de etnografias de “homens-fronteira” e “lugares-fronteira” (Borderlands), proporei pensarmos uma nova cosmópolis, considerada como um mundo em movimento que antecipa a forma banal e quotidiana do cosmopolitismo. Na esfera antropológica, trata-se de uma nova situação onde a cultura e a sociabilidade se definem em situações de fronteira que se tornam cada vez mais constantes.

Palavras-chave : Fronteiras: Globalização; Cosmopolitismo; Borderlands; Conflitos.

        · resumo em Inglês | Francês     · texto em Português     · Português ( pdf )