SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.31 número92PENAR EM SÃO PAULO: Sofrimento e mobilização na prisão contemporâneaDEMOCRACIA COMO SIGNIFICANTE VAZIO: Promoção democrática na política externa dos Estados Unidos (2001-2008) índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Ciências Sociais

versão On-line ISSN 1806-9053

Resumo

MELLO, Fabrício Cardoso de. SOCIALISMO, MODERNIDADE E IDENTIDADE REGIONAL EM MARIÁTEGUI, SENGHOR E NKRUMAH. Rev. bras. Ci. Soc. [online]. 2016, vol.31, n.92, e319213.  Epub 31-Out-2016. ISSN 1806-9053.  http://dx.doi.org/10.17666/319213/2016.

Este artigo pretende oferecer uma contribuição ao estudo comparativo do pensamento social e político elaborado desde a periferia global. Ao traçar paralelos e apresentar pontos de desacordo, o objetivo é analisar os pensamentos de José Carlos Mariátegui, Léopold Sédar Senghor e Kwame Nkrumah, com o argumento de que suas trajetórias enquanto intelectuais engajados politicamente na periferia global levaram-nos a enfrentar desafios teóricos bastante próximos. Três questões são apresentadas como chaves para a realização desta empreitada, devido à posição central que ocupam nas obras dos autores: um projeto de emancipação fundado no socialismo, uma ideia de modernidade que se articula com elementos societários pré-coloniais da América Latina e da África e a necessidade de uma identidade regional que oferecesse um senso de comunidade alternativo aos impostos pelo colonialismo. Esses elementos serão discutidos ao longo das três seções que estruturam o texto.

Palavras-chave : Socialismo; Modernidade; Identidade; Pensamento social e político; Periferia global.

        · resumo em Inglês | Francês     · texto em Português     · Português ( pdf )