SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.32 número93CAROLE PATEMAN E A CRÍTICA FEMINISTA DO CONTRATOREVOLUÇÃO, VOLTAS E REVESES: TEMPORALIDADE E PODER EM CUBA índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Ciências Sociais

versão On-line ISSN 1806-9053

Resumo

AVELINO, Nildo. CONFISSÃO E NORMATIVIDADE POLÍTICA: CONTROLE DA SUBJETIVIDADE E PRODUÇÃO DO SUJEITO. Rev. bras. Ci. Soc. [online]. 2017, vol.32, n.93, e329304.  Epub 05-Jan-2017. ISSN 1806-9053.  http://dx.doi.org/10.17666/329304/2017.

Este artigo aborda os deslocamentos na análise de Foucault acerca da confissão, procurando mostrar como o foco da análise passa das formas imperativas de linguagem para as formas reflexivas e voluntárias. Propõe em seguida uma possível articulação entre confissão e governamentalidade para pensar a produção do Sujeito político. A partir das reflexões de Agamben, acerca do officium e do dispositivo ontológico, e de Esposito, sobre a máquina da teologia-política e o dispositivo da pessoa, busca-se apreender a procedência teórica e o modus operandi da obediência na prática política liberal. Retomando a dialética sujeito-assujeitamento delineada nas análises de Foucault, Agamben e Esposito, assim como as reflexões de Philip Pettit e de William Connolly a respeito de Hobbes e Rawls, o artigo apresenta o sujeito político não como agente pensante, mas como objeto pensado e como condição de possibilidade da Teoria Política.

Palavras-chave : Confissão; Juramento; Subjetividade; Veridicção; Teoria Política.

        · resumo em Inglês | Francês     · texto em Português     · Português ( pdf )