SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.32 número94ESTADO PLURINACIONAL E DEMOCRACIA INTERCULTURAL NA BOLÍVIACONTRADIÇÕES DO TRABALHO NO BRASIL ATUAL: Terceirização, correspondentes bancários e a Justiça do Trabalho índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Ciências Sociais

versão On-line ISSN 1806-9053

Resumo

CHALOUB, Jorge Gomes de Souza. A ECONOMIA POLÍTICA DOS BACHARÉIS UDENISTAS. Rev. bras. Ci. Soc. [online]. 2017, vol.32, n.94, pp.1-18.  Epub 08-Maio-2017. ISSN 1806-9053.  http://dx.doi.org/10.17666/329406/2017.

O presente artigo expõe as concepções de economia dos principais bacharéis udenistas, tais como Afonso Arinos, Aliomar Baleeiro e Bilac Pinto. Distintamente da consagrada tese de Maria Victoria Benevides, que vê nos bacharéis um discurso econômico arcaico e vago, o texto identifica uma concepção relativamente estável da economia, compreendendo-a como atravessada por imposições de ordem política e jurídica. Não se está diante da ausência de reflexões, mas de uma perspectiva politizada da economia, coerente com o tipo de liberalismo defendido por tais atores, que conferem ao direito, e não ao mercado, o protagonismo na ordenação do mundo social. O texto também demonstra como os bacharéis não ignoravam os debates da teoria econômica contemporânea, mesmo que se vinculassem a outra tradição política. A proximidade com as questões da época, não passava, todavia, pela recusa ao passado, mas decorria da atualização de certas tradições, como a centralidade estatal, há pouco em descrédito.

Palavras-chave : Bacharéis; UDN; Economia; Afonso Arinos; Aliomar Baleeiro; Bilac Pinto.

        · resumo em Inglês | Francês     · texto em Português     · Português ( pdf )