SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.32 número95EM BUSCA DE UM OBJETO ESQUECIDO: A política e as políticas do urbano no BrasilUNIVERSO MÍTICO-RELIGIOSO KIMBUNDU E TRÂNSITOS CULTURAIS EM UANHENGA XITU índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Ciências Sociais

versão On-line ISSN 1806-9053

Resumo

PONTIN, Fabricio  e  MAIA, Tatiana Vargas. O HISTORICISMO DE WEBER COMO UM CAMINHO PARA A FENOMENOLOGIA. Rev. bras. Ci. Soc. [online]. 2017, vol.32, n.95, e329511.  Epub 16-Out-2017. ISSN 1806-9053.  http://dx.doi.org/10.17666/329511/2017.

A descrição de Weber sobre identidade e sociedade permanece como uma necessidade paradigmática e modela nossa compreensão de como os indivíduos vêm a ter suas preferências e de como desenvolvem um senso de si próprios nas sociedades modernas. No entanto, apesar de toda sua importância paradigmática, a posição de Weber a respeito da formação do eu e da identidade possui um ponto cego em sua noção de representação. É de nosso entendimento que a centralidade da noção de representação, na compreensão de Weber sobre a ação social e o eu, o coloca em uma posição nominalista. Portanto, embora o conhecimento seja produzido localmente, a vida social busca e é, também, limitada pela produção de conhecimento. Isso deixa Weber incapaz de lidar com o problema da desordem na vida social sem recorrer a uma interpretação da desordem como irracionalidade, o que, como propomos, não é mais aceitável.

Palavras-chave : Historicidade; Conhecimento; Representação; Ordem.

        · resumo em Inglês | Francês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )