SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.34 número99O CABOCLO FORTE TUPINAMBÁ: APARELHAGEM SONORA, AGÊNCIA E RELIGIÃO EM BELÉM DO PARÁAS DINÂMICAS DO MERCADO ILEGAL DE COCAÍNA NA TRÍPLICE FRONTEIRA ENTRE BRASIL, PERU E COLÔMBIA índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Ciências Sociais

versão impressa ISSN 0102-6909versão On-line ISSN 1806-9053

Resumo

PALMA, Rogerio da  e  TRUZZI, Oswaldo. A DEPENDÊNCIA RECONSTRUÍDA: A TRAJETÓRIA DO ESCRAVO FELÍCIO NO OESTE PAULISTA (1847-1920). Rev. bras. Ci. Soc. [online]. 2019, vol.34, n.99, e349908.  Epub 18-Out-2018. ISSN 0102-6909.  http://dx.doi.org/10.1590/349908/2019.

O pós-abolição é um período de reconstrução de determinadas hierarquias sociais. Embora seja possível perceber continuidades no que diz respeito à condição social da população negra, a emancipação escrava de 1888, ao trazer a promessa de liberdade para o antigo cativo, estabeleceu novas bases de negociação e, consequentemente, potencializou determinados tipos de conflitos. Enquanto alguns tentavam manter, mesmo que sob outros termos, as antigas assimetrias sociais, os libertos buscavam afirmar seu novo estatuto jurídico-social de cidadãos. Através da análise da trajetória de um ex-escravo, delineada por meio da coligação de fontes documentais nominativas, o artigo argumenta, utilizando alguns conceitos cunhados pela sociologia de Erving Goffman, que as relações interpessoais tecidas entre senhores e escravos foram essenciais para se compreender o processo de renegociação da posição social dos libertos no pós-abolição.

Palavras-chave : Pós-abolição; Escravismo; Dependência; Paternalismo; Interacionismo; Liberdade.

        · resumo em Inglês | Francês     · texto em Português     · Português ( pdf )