SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.26 número2Pluralização societária e os desafios à administração pública na América LatinaJóvenes mexicanos em medio de la crisis económica: los problemas de la integración laboral índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

Compartir


Sociedade e Estado

versión impresa ISSN 0102-6992

Resumen

SABINO, César  y  LUZ, Madel T. Metáforas do poder em uma instituição pública de saúde. Soc. estado. [online]. 2011, vol.26, n.2, pp.353-372. ISSN 0102-6992.  https://doi.org/10.1590/S0102-69922011000200016.

O objetivo deste estudo é compreender a função do ambulatório na dinâmica das relações de poder e na construção de identidade da profissão de terapeuta da biomedicina. Para a realização do trabalho foram feitas entrevistas abertas e observação etnográfica em duas unidades hospitalares da cidade do Rio de Janeiro (Hospital Pedro Ernesto, Posto de Atendimento Médico São Francisco Xavier) com 12 médicos. O ambulatório surge no discurso dos profissionais em início de carreira como instância negativa e monótona, que impede o diagnóstico de novas patologias, tornando lenta a ascensão profissional; surge também como espécie de rito de passagem formador da identidade médica. Marcado pela frequência de pacientes oriundos dos estratos sociais mais baixos, essa dimensão pública das instituições médicas repercute relações de dominação social e simbólica inerentes à nossa sociedade.

Palabras clave : ambulatório; medicina ocidental contemporânea; relações de poder; teoria social.

        · resumen en Inglés     · texto en Portugués     · Portugués ( pdf )

 

Creative Commons License Todo el contenido de esta revista, excepto dónde está identificado, está bajo una Licencia Creative Commons