SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.35 número2Municipalismo e a privatização da gestão urbana: um estudo da Região Metropolitana de Belo HorizonteA interação entre movimentos sociais e sistema estatal no Brasil: um debate a partir das contribuições de Claus Offe e Nicos Poulantzas índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Sociedade e Estado

versão impressa ISSN 0102-6992versão On-line ISSN 1980-5462

Resumo

LOPES, Cleber da Silva. Os poderes dos seguranças particulares no policiamento das propriedades privadas de massa. Soc. estado. [online]. 2020, vol.35, n.2, pp.381-410.  Epub 04-Set-2020. ISSN 1980-5462.  https://doi.org/10.1590/s0102-6992-202035020002.

A segunda metade do século XX testemunhou uma mudança importante na organização do espaço urbano e do controle social formal. Parte das interações sociais que antes ocorriam em espaços públicos policiados pela polícia deslocaram-se para propriedades privadas de massa policiadas por forças de segurança privada. Diante dessa realidade, o artigo analisa os fundamentos e os limites de alguns dos poderes legais mais usados no policiamento dos usuários dessas propriedades: as obstruções de entrada, as expulsões e as revistas. A pesquisa está baseada no estudo empírico de normas estatais e na análise quantitativa e qualitativa de 216 processos julgados pelo Tribunal de Justiça de São Paulo e pelo Tribunal de Justiça do Paraná relacionados ao uso desses poderes. Os resultados mostram que os seguranças que policiam os indivíduos nas propriedades de massa detêm poderes legais mais amplos do que os policiais que policiam os cidadãos nos espaços públicos convencionais. As consequências desse achado são discutidas.

Palavras-chave : Policiamento; Segurança privada; Propriedades privadas de massa; Poderes legais; Arbitrariedades.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )