SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.35 número2Fatores preponderantes para a internacionalização docente na pós-graduação em ciências sociais no BrasilAnálise relacional do Programa Nacional de Alimentação Escolar: relevando dimensões institucionais dos processos locais de implementação índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Sociedade e Estado

versão impressa ISSN 0102-6992versão On-line ISSN 1980-5462

Resumo

FREITAS, Renan Springer de. O trabalho dos laboratórios, a indústria do alcatrão mineral e a hodierna concepção de atividade científica. Soc. estado. [online]. 2020, vol.35, n.2, pp.501-524.  Epub 04-Set-2020. ISSN 1980-5462.  https://doi.org/10.1590/s0102-6992-202035020006.

O vínculo duradouro existente entre a indústria e a ciência tal como hoje o conhecemos só começou a se estabelecer em meados do século XIX. Neste artigo, argumento que o estabelecimento deste vínculo se deu por meio de uma alteração radical do próprio modo de conceber a atividade científica. Trata-se, então, de mostrar qual foi a nova concepção de atividade científica surgida em meados do século XIX e como ela veio a se estabelecer. Sugiro que a resposta está no entrelaçamento de duas atividades inexistentes até o século XIX: a do trabalho sistemático dos laboratórios, que só ganhou dimensão institucional na década de 1830, e a da exploração do alcatrão mineral para fins industriais, que só teve início em 1856.

Palavras-chave : Revolução Industrial; Cultura científica inglesa; Justus von Liebig; Indústria do alcatrão mineral; Desenvolvimento industrial no século XIX.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )