SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.14 número2Teoria social lacaniana e prática clínica índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Psicologia & Sociedade

versão On-line ISSN 1807-0310

Resumo

XAVIER, Roseane. Representação social e ideologia: conceitos intercambiáveis?. Psicol. Soc. [online]. 2002, vol.14, n.2, pp. 18-47. ISSN 1807-0310.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-71822002000200003.

O objeto deste artigo é a Teoria das Representações Sociais. Seu objetivo constitui também sua hipótese: a possibilidade de aliar a leitura psicossocial a uma leitura sociológica do conceito de Moscovici, articulando-o com os conceitos de ideologia e hegemonia de Althusser e Gramsci, e estabelecendo diálogo com o conceito de prática articulatória de Laclau e Mouffe. A problemática que envolve essa discussão se refere à restrição do conceito moscoviciano ao momento da interação e sua insuficiência para abranger o âmbito do conflito e das relações de poder. Aos conceitos de ideologia e hegemonia, por sua vez, faltaria espaço para o reconhecimento de que muitas idéias, valores e teorias implícitas no mundo vivido não estão necessariamente ligados a relações históricas de dominação, tampouco à luta de classes. A autora defende que tais conceitos podem ser eficientemente articulados, desde que o conceito de representação social seja ampliado em seu caráter cognitivo e psicossocial, e os conceitos de ideologia e hegemonia sejam revistos em seu essencialismo e determinismo. A ponte entre o conceito de representação social de Moscovici e os demais é feita através das noções de "ideologia geral" de Althusser, de "teorias do senso comum" de Gramsci e do resgaste do conceito gramsciano de hegemonia como prática discursiva na abordagem pós-estruturalista de Laclau e Mouffe.

Palavras-chave : Representações sociais; ideologia; hegemonia; reprodução social.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · pdf em Português