SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.18 número2A auto-imagem corporal na anorexia nervosa: uma abordagem sociológicaO homicídio como problema de saúde pública no município de Campo Grande, MS índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Psicologia & Sociedade

versão On-line ISSN 1807-0310

Resumo

ARAUJO, Ludgleydson Fernandes de; COUTINHO, Maria da Penha de Lima  e  SANTOS, Maria de Fátima de Souza. O idoso nas instituições gerontológicas: um estudo na perspectiva das representações sociais. Psicol. Soc. [online]. 2006, vol.18, n.2, pp. 89-98. ISSN 1807-0310.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-71822006000200012.

Este trabalho teve como objetivo identificar e comparar as representações sociais de velhice entre idosos de Grupos de Convivências (GC's) e de Instituições de Longa Permanência (ILPI's). Participaram 50 idosos (25 dos GC's e 25 das ILPI's), de ambos os sexos (60% feminina e 40% masculina), com média de idade de 82 anos. Utilizou-se Entrevistas Semi-Estruturadas, realizadas de forma individual no âmbito das instituições gerontológicas. Os dados foram analisados com apoio do software Alceste (Reinert, 1990) através da Análise Hierárquica Descendente, que permite uma análise das raízes lexicais, considerando a palavra como unidade, também oferece a sua contextualização no corpus. Os dados obtidos emergiram representações em dois pólos antagônicos: por um lado, as vivências relacionadas aos ganhos e, outro, as perdas inerentes à velhice. Verificaram-se representações sociais da velhice numa conotação negativa, e comumente associada ao binômio velhice-doença. Salienta-se a importância de intervenções psicossociais que priorizem a melhoria na qualidade de vida do idoso.

Palavras-chave : velhice; instituições gerontológicas; representações sociais.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · pdf em Português