SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.19 issue3When community guides action: until an alternative community evaluationInterculturality: for a genealogy of discrimination author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Psicologia & Sociedade

On-line version ISSN 1807-0310

Abstract

MOREIRA, Maria Inês Badaró  and  ANDRADE, Ângela Nobre de. Habitar a cidade: análise de serviços residenciais terapêuticos. Psicol. Soc. [online]. 2007, vol.19, n.3, pp. 46-54. ISSN 1807-0310.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-71822007000300008.

Trata de uma análise sobre o embate de pressupostos subjacentes à implantação/funcionamento e produção de sentidos dos denominados "Serviços Residenciais Terapêuticos", ressaltando o atual debate sobre o tema. Aponta como este 'dispositivo' tem se conformado em diferentes sociedades que aderiram ao movimento anti-manicomial, tendo como inspiração o trabalho de Basaglia, no sistema psiquiátrico italiano. Delineia-se a 'localização' sócio-histórica desse dispositivo, procurando associà-lo aos embates próprios às diversas realidades. A análise destaca uma relação imanente entre cultura (valores/sensibilidades predominantes nos modos existenciais societários) e duas formas antagônicas de conceber uma vida: como autopoiese, autocriação expansiva ou como conservação, sujeita a leis genéricas e transcendentes, que comportam prescrições e avaliações externas sobre a 'pertinência' do ser vivo. Estes pressupostos ontológico/epistemológicos emergem como centrais no atual debate sobre a loucura, carecendo de uma abordagem mais direta e rigorosa nos discursos/ações que sustentam a criação e funcionamento das moradias ou residências "terapêuticas".

Keywords : Residências terapêuticas; desinstitucionalização; pressupostos em saúde.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese