SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.21 special issueSome remarks on the current condition of structuralism author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Psicologia & Sociedade

On-line version ISSN 1807-0310

Abstract

ROSA, Miriam Debieux  and  POLI, Maria Cristina. Experiência e linguagem como estratégias de resistência. Psicol. Soc. [online]. 2009, vol.21, n.spe, pp. 5-12. ISSN 1807-0310.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-71822009000400003.

Neste artigo visamos apontar, apoiadas em W. Benjamim e G. Agamben, a fragilização do registro da experiência e sua incidência na lógica do poder/violência. Analisamos, pretendendo desmistificar a eficácia dos discursos mortificadores da experiência, a figura do "mulçumano"; - nome que designava os mortos-vivos nos campos de concentração, conforme relato de Primo Levi e outros. Tal figura é emblemática do estado limite a que chegaram algumas pessoas e podem expressar o destino de alguns sujeitos na contemporaneidade. Pudemos identificar nessa posição tanto um movimento na direção da perda do laço identificatório com o semelhante, como uma forma de resistência à violência perpetrada pelo discurso social. Tal resistência consiste em operar uma mimese ao objeto resto, o que permite ao sujeito a manutenção da estrutura fantasmática. Indicamos que, apesar das estratégias do poder, o sujeito reinventa modos de se situar na relação ao Outro, nos quais se fazem importantes a presença e a palavra, incluindo aí a experiência psicanalítica.

Keywords : experiência; resistência; política; exclusão; psicanálise.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese