SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.23 número especialViolence and power in the psychiatric discourse: from systematic exclusion to normative subjetivationsPsychology and Public Policy in HIV/AIDS: some reflections índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

Compartir


Psicologia & Sociedade

versión On-line ISSN 1807-0310

Resumen

RIBEIRO, Flávia Regina Guedes  y  SPINK, Mary Jane Paris. Repertórios interpretativos na controvérsia sobre a legalização do aborto de fetos anencefálicos. Psicol. Soc. [online]. 2011, vol.23, n.spe, pp.63-71. ISSN 1807-0310.  https://doi.org/10.1590/S0102-71822011000400009.

Neste artigo procuramos apresentar como os sentidos de vida são produzidos na controvérsia moral sobre o aborto induzido a partir dos usos de repertórios interpretativos. O foco do nosso estudo foi a liminar do Ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal, que em 2004 autorizou a interrupção da gestação em casos de anencefalia do feto. Nossa análise discursiva se baseou na descrição e interpretação dos repertórios na construção de argumentos favoráveis e contrários à autorização do aborto induzido em casos de gestação de fetos anencéfalos. A análise dos documentos estudados indica que os usos da linguagem para designar "gestante", "feto" e "aborto" sobrepõem valores religiosos na avaliação dos direitos reprodutivos que atravancam a efetivação de políticas de assistência à saúde da mulher.

Palabras clave : repertórios interpretativos; psicologia discursiva; anencefalia; aborto.

        · resumen en Inglés     · texto en Portugués     · Portugués ( pdf )

 

Creative Commons License Todo el contenido de esta revista, excepto dónde está identificado, está bajo una Licencia Creative Commons