SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.12 issue2Transplante cardíaco ortotópico pela técnica bicavalDupla via de saída do ventrículo direito com comunicação interventricular não relacionada: resultados da correção cirúrgica com técnica de múltiplos retalhos author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Cirurgia Cardiovascular

Print version ISSN 0102-7638

Abstract

NESRALLA, Ivo A. et al. Proposição de técnica endocavitária para remodelamento ventricular esquerdo. Rev Bras Cir Cardiovasc [online]. 1997, vol.12, n.2, pp. 153-159. ISSN 0102-7638.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-76381997000200008.

O remodelamento do coração mediante ventriculectomia parcial esquerda é uma proposição atual para o tratamento cirúrgico paliativo de pacientes com miocardiopatia dilatada e sem critérios de transplante cardíaco. Este procedimento acarreta morbi-mortalidade imediata elevada, por resultar em áreas de isquemia ou necrose miocárdica e pelo risco de arritmias. Nosso objetivo é apresentar uma técnica de remodelamento ventricular endocavitário, caracterizada pela manutenção da arquitetura anatomofuncional do coração por não incorrer em ressecção ventricular. A técnica foi utilizada em circulação extracorpórea e com o coração preservado por cardioplegia sangüínea hipotérmica. Após atriotomia esquerda, a cúspide anterior da valva mitral foi removida e um enxerto triangular de pericárdio bovino (medindo aproximadamente 2x6x6 cm) suturado no endocárdio ventricular por pontos de Polipropileno 3-0 ancorados em feltro de Dacron. As bordas ao longo do enxerto foram fixadas em duas linhas imaginárias que se estendiam da ponta do ventrículo esquerdo ao anel valvar mitral, passando uma delas pela metade do septo interventricular e outra junto à inserção do músculo papilar posterior mitral. A aproximação destas linhas configurou uma plicadura interna e posterior na cavidade ventricular esquerda, que teve seu diâmetro reduzido. As estruturas musculares e a circulação coronária foram preservadas. A base do triângulo foi fixada ao anel mitral mediante os pontos utilizados para implante da bioprótese mitral, necessário devido à remoção da cúspide anterior da valva. Oito pacientes com miocardiopatia dilatada, excluídos do programa de transplante cardíaco, foram submetidos à técnica proposta, no período de outubro a dezembro de 1996. Dois pacientes eram do sexo feminino e 6 masculinos e sua idade variava entre 24 e 58 anos. Cinco pacientes mostraram regurgitação mitral. Todos os doentes estavam hospitalizados por insuficiência cardíaca congestiva quando da indicação cirúrgica e classificados em classe funcional IV (New York Heart Association). Ocorreram dois óbitos na presente série: um no pós-operatório imediato e outro no 3º mês, por razões não relacionadas à presente técnica. A tabela abaixo indica as modificações determinadas pela operação em parâmetros da função ventricular esquerda, avaliada por ecocardiografia transesofágica. Parâmetro                        Pré-Operatório         Pós-Operatório (30d)          Significância Débito cardíaco (l/min)        2,6 ± 0,4                      3,8 ± 0,7                        P<0,001 Índice cardíaco (l/min/m2)    1,9 ± 0,9                      2,7 ± 0,6                        P<0,005 Fração de ejeção (%)        21,5 ± 4,0                    37,8 ± 1,2                        P<0,05 A técnica de remodelamento ventricular intracavitário mostrou um resultado satisfatório em termos de mortalidade e morbidade hospitalar e melhora funcional a curto prazo. Um maior tempo de acompanhamento será necessário para demonstrar o benefício real da técnica, que pode servir de ponte para transplante cardíaco e que tem como limitante a necessidade de substituição valvar mitral.

Keywords : Ventrículo cardíaco [cirurgia]; Cirurgia cardíaca [métodos]; Miocardiopatia congestiva [cirurgia]; Heart ventricle [surgery]; Heart surgery [methods]; Cardiomyopathy [congestive, surgery].

        · abstract in English     · text in Portuguese