SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.19 issue4Evaluation of the cardiac morphological alterations secondary to the pulmonary emphysema: experimental study in ratsPhysiologic left ventricular reconstruction: the concept of maximum ventricular reduction and minimum inflammatory reaction author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Cirurgia Cardiovascular

Print version ISSN 0102-7638

Abstract

BRAILE, Domingo M. et al. Importância da troponina-I cardíaca nos portadores de obstrução no tronco da artéria coronária esquerda sem evento cardíaco prévio. Rev Bras Cir Cardiovasc [online]. 2004, vol.19, n.4, pp. 348-352. ISSN 0102-7638.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-76382004000400004.

OBJETIVO: Avaliar a importância dos níveis séricos de troponina I-cardíaca no pré-operatório de pacientes portadores de obstrução no tronco da artéria coronária esquerda (OTCE) sem evento cardíaco prévio. MÉTODO: Foram analisados os níveis séricos da troponina I-cardíaca de 115 pacientes com doença coronariana obstrutiva, com idade variando entre 32 e 81 anos (média e desvio-padrão de 59,7±10,5 anos). Os pacientes foram divididos em dois grupos: Grupo A - 41 pacientes portadores de OTCE, variando o grau de obstrução entre 20% de perda do diâmetro e subtotal (moda de 60%); Grupo B - 74 pacientes sem OTCE. Todos os pacientes foram submetidos a cineangiocoronariografia de forma eletiva e não apresentavam infarto agudo do miocárdio prévio. O método empregado na dosagem da troponina-I cardíaca foi o da Quimioluminiscência, admitindo-se como valor normal abaixo de 0,1 nanogramas por mililitro (ng/ml). RESULTADOS: Não houve correlação entre o grau de OTCE e os níveis séricos de troponina-Ic (P= 0,4617), porém a média dos níveis séricos da troponina-I nos grupos A e B foi, respectivamente, 0,3841 ng/ml e 0,1711 ng/ml (P=0,0324); teste de Mann-Whithey; OR= 4,44 (IC95% 1,60 _ 12,31). CONCLUSÕES: Os pacientes do grupo A têm 3,44 vezes mais chance de apresentar lesão miocárdica representada por elevação de troponina I-cardíaca que o grupo B, independente do grau da OTCE. A sensibilidade para suspeita clínica de mionecrose foi relativamente baixa (31,7%), porém a especificidade foi elevada (90,5%). Destaca-se, entretanto, a importância clínica da documentação de mionecrose em uma determinada porcentagem de pacientes com lesão de tronco, sem constatação eletrocardiográfica. Assim, os pacientes com OTCE devem ser submetidos com rapidez a procedimento operatório, a fim de evitar extensão da mionecrose.

Keywords : Troponina I; Marcadores biológicos; Coronariopatia; Isquemia miocárdica; Infarto do miocárdio.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese