SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.19 issue4Importance of cardiac troponin-I in the preoperative period of patients without prior cardiac events but suffering from left coronary branch obstructionSimilar results of valve replacement with normal aortic annulus or anterior and posterior annular enlargement author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Cirurgia Cardiovascular

Print version ISSN 0102-7638

Abstract

GOMES, Walter J.; JARAMILLO, Jaime I.; ASANUMA, Fernando  and  ALVES, Francisco A.. Reconstrução fisiológica do ventrículo esquerdo: o conceito de máxima redução ventricular e mínima resposta inflamatória. Rev Bras Cir Cardiovasc [online]. 2004, vol.19, n.4, pp. 353-357. ISSN 0102-7638.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-76382004000400005.

INTRODUÇÃO: A sobrevida em pacientes com insuficiência cardíaca, assim como após a cirurgia de reconstrução do ventrículo esquerdo (VE), está relacionada ao tamanho da cavidade ventricular esquerda. Também o uso de materiais sintéticos na reconstrução ventricular poderia induzir uma reação inflamatória crônica. Relatamos a modificação da técnica de reconstrução ventricular que elimina a necessidade de retalhos intra-cavitários e de uso de material sintético no fechamento do VE. MÉTODO: Onze pacientes consecutivos com aneurisma de VE, evoluindo em classe funcional (CF) III e IV da New York Heart Association foram submetidos à cirurgia de reconstrução ventricular direta sem utilização de retalhos intra-cavitários ou materiais protéticos no fechamento da incisão ventricular. RESULTADOS: Não houve mortalidade cirúrgica ou necessidade de suporte circulatório mecânico. A permanência hospitalar pós-operatória variou de 4 a 7 dias (média de 5,3 ± 1,1 dias). O ecocardiograma de controle, realizado em média 4,6 ± 1,5 meses após a operação, evidenciou redução do diâmetro diastólico de VE de 69,0 ± 7,5 mm, no pré-operatório, para 62,6 ± 5,1 mm, no pós-operatório. A fração de ejeção do VE mostrou aumento de 47,3% ± 6,6% para 56,3% ±10,5%. Com um ano de seguimento, 8 pacientes encontram-se em CF I e 3 em CF II. CONCLUSÃO: Esta técnica, com eliminação de uso de material sintético, pode contribuir para a melhora dos resultados clínicos de pacientes submetidos à reconstrução ventricular esquerda, proporcionando virtual eliminação das áreas acinéticas do VE e potencialmente atenuando, no pós-operatório tardio, a reação inflamatória crônica do miocárdio.

Keywords : Aneurisma cardíaco [cirurgia]; Ventrículos cardíacos [cirurgia]; Disfunção ventricular esquerda; Revascularização miocárdica.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese