SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.22 issue4Tricuspid valve repair using the proportion between segments of normal tricuspid annulus as a parameter for annuloplastyHemodynamic disorders related to beating heart surgery using cardiac stabilizers: experimental study author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Cirurgia Cardiovascular

Print version ISSN 0102-7638

Abstract

BEANI, Lilian et al. Avaliação tomográfica pulmonar tardia em prematuros com displasia broncopulmonar e persistência de canal arterial. Rev Bras Cir Cardiovasc [online]. 2007, vol.22, n.4, pp. 400-406. ISSN 0102-7638.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-76382007000400005.

OBJETIVO: Avaliação tomográfica do parênquima pulmonar de crianças nascidas prematuras de muito baixo peso, com persistência do canal arterial submetidas a tratamento clínico ou cirúrgico e que apresentaram displasia broncopulmonar. MÉTODOS: Entre dezembro de 2006 e janeiro de 2007, 14 crianças foram submetidas à tomografia computadorizada de alta resolução (TCAR), que nasceram prematuras, peso inferior a 1500 gramas, com displasia broncopulmonar (DBP) e persistência do canal arterial (PCA), os quais necessitaram tratamento para oclusão do canal, sendo divididos em dois grupos: A - clínico (n = 6) e B - cirúrgico (n = 8). Nove pacientes eram do sexo masculino e cinco, do feminino, com idade média de 36,5±4,3 meses. As TCAR foram analisadas por dois observadores independentes e as lesões quantificadas em cada paciente. Para análises estatísticas, foi utilizado o teste de Mann-Whitney e considerados significantes valores de p<0,05. RESULTADOS: No grupo A, o achado mais freqüente foi vidro fosco multifocal. No grupo B, as lesões tipo vidro fosco multifocal, atelectasia e áreas de redução da atenuação e dos vasos foram preponderantes (62,5%). Houve diferença estatisticamente significante entre os grupos, com maiores médias nos tempos de intubação, utilização de oxigênio e de internação no grupo B. Porém, quanto ao número de lesões encontradas na TCAR, não houve diferença estatisticamente significante (p=0,0787). CONCLUSÃO: A TCAR empregada tardiamente demonstrou não haver diferença significativa entre o tratamento clínico ou cirúrgico visando ocluir o canal arterial nas lesões do parênquima pulmonar dos recém-nascidos prematuros com PCA que desenvolveram displasia broncopulmonar.

Keywords : Tomografia; Persistência do conduto arterioso; Displasia broncopulmonar.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese