SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.22 issue4Is the endovascular procedure an option for treatment of cronic type B aortic dissections?Ross Operation with decelularized pulmonary allografts: medium-term results author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Cirurgia Cardiovascular

Print version ISSN 0102-7638

Abstract

BRANDAO, Carlos Manuel de Almeida et al. Plastia da valva mitral com a técnica do "Duplo Teflon": resultados de 10 anos. Rev Bras Cir Cardiovasc [online]. 2007, vol.22, n.4, pp. 448-453. ISSN 0102-7638.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-76382007000400011.

OBJETIVO: O objetivo deste trabalho é apresentar os resultados clínicos tardios da plástica da valva mitral com a técnica do "Duplo Teflon". MÉTODOS: A plástica de "Duplo Teflon" consiste em técnica de reparo mitral com ressecção quadrangular da cúspide posterior, anuloplastia segmentar com plicatura do anel com de fios com "pledgets" sobre uma tira de Teflon, e sutura borda a borda da cúspide. Entre abril de 1994 e dezembro de 2003, 133 pacientes com diagnóstico de insuficiência mitral degenerativa com alongamento ou rotura de cordas da cúspide posterior foram submetidos à plástica com esta técnica. A idade média foi de 60,4 anos e 60,9% eram do sexo feminino. Quanto à avaliação clínica no pré-operatório, 29,3% dos pacientes estavam em classe funcional IV, 55,7% em classe III e 15,0% em classe II. Técnicas associadas de plástica mitral foram utilizadas em 15,2% dos pacientes, sendo a mais comum o encurtamento de cordas. Vinte e seis (19,5%) pacientes foram submetidos a operações associadas. RESULTADOS: Houve um (0,75%) óbito hospitalar. No período pós-operatório tardio, 95,5% dos sobreviventes estavam em classe funcional I. As taxas linearizadas de tromboembolismo, reoperação e óbito foram 0,9%, 0,3% e 0,6% pacientes/ano, respectivamente. A sobrevida atuarial em 10 anos foi de 94,1% ± 3,6%. As sobrevidas atuariais livre de tromboembolismo e reoperação foram de 97,3 ± 1,5% e 99,2 ± 0,8%, respectivamente. Não houve casos de endocardite ou hemólise. CONCLUSÃO: A plástica da valva mitral com a técnica do "Duplo Teflon" apresenta baixa morbi-mortalidade e boa evolução clínica tardia.

Keywords : Insuficiência da valva mitral [cirurgia]; Valva mitral [cirurgia]; Valvas cardíacas [cirurgia]; Mixomatose infecciosa.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese