SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.23 issue1Cardiac transplantation with bicaval anastomosis and prophylactic graft tricuspid annuloplasty author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Cirurgia Cardiovascular

Print version ISSN 0102-7638

Abstract

RIBEIRO, Maria Flavia L. et al. Diferenças histomorfométricas entre as artérias torácicas internas esquerda e direita em humanos. Rev Bras Cir Cardiovasc [online]. 2008, vol.23, n.1, pp. 1-6. ISSN 0102-7638.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-76382008000100002.

OBJETIVO: O uso do enxerto de artéria torácica interna esquerda (ATIE) é atualmente reconhecido como a melhor opção na cirurgia de revascularização miocárdica, proporcionando menor incidência tardia de eventos cardiovasculares e maior sobrevida. Conseqüentemente, houve grande incremento nas últimas décadas do uso bilateral das artérias torácicas internas (ATIs), com demonstração de melhora adicional de sobrevida em longo-termo. O objetivo desse trabalho foi estudar a estrutura histológica das ATIs esquerda e direita (ATID), com a análise histomorfométrica seqüencial e comparativa entre os segmentos das duas artérias. MÉTODOS: Foram estudados espécimes de ATIs retirados de 18 cadáveres, divididos em nove segmentos proporcionais. Cortes de cada segmento foram corados com técnica de hematoxilina-eosina e Verhoeff-Van Gieson. Foram analisados os seguintes parâmetros: perímetro da luz arterial, espessura da íntima, espessura da camada média e quantidade de fibras elásticas da camada média. RESULTADOS: O perímetro interno de ambas as ATIs diminuiu ao longo do percurso, dos segmentos mais proximais para os mais distais. Os segmentos proximais da ATID apresentaram perímetro significativamente maiores do que os da ATIE. A análise da espessura da íntima revelou não existir diferença significativa entre ATIE e ATID, exceto no segmento 1. A espessura da camada média diminuiu ao longo da extensão das ATIs, não havendo diferença estatística entre elas, exceto no segmento 9. O número de lâminas elásticas nos segmentos distais da ATIE foi estatisticamente superior ao da ATID. CONCLUSÃO: Portanto, os dados do presente estudo sugerem haver diferenças estruturais entre as ATIs direita e esquerda.

Keywords : Artéria torácica interna; Revascularização miocárdica; Histologia comparada; Humanos; Cadáver.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese