SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.27 issue1Clinical and metabolic results of fasting abbreviation with carbohydrates in coronary artery bypass graft surgeryVideo-assisted cardiac surgery: 6 years of experience author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Cirurgia Cardiovascular

Print version ISSN 0102-7638

Abstract

ABBASZADEH, Monir; KHAN, Zahid Hussain; MEHRANI, Fariborze  and  JAHANMEHR, Hammid. Corticosteroides intravenosos no perioperatório reduzem a incidência de fibrilação atrial após cirurgia cardíaca: estudo randomizado. Rev Bras Cir Cardiovasc [online]. 2012, vol.27, n.1, pp. 18-23. ISSN 0102-7638.  http://dx.doi.org/10.5935/1678-9741.20120005.

OBJETIVO: Os efeitos colaterais dos corticosteroides diminuem após a cirurgia eletiva não cardíaca. Este estudo randomizado, duplo cego, placebo-controlado foi planejado para testar a hipótese de que as doses-padrão de dexametasona (6 X 2) diminuiriam a incidência de fibrilação atrial (FA) após cirurgia cardíaca. MÉTODOS: Um total de 185 pacientes submetidos à cirurgia de revascularização coronária foram incluídos neste estudo clínico. O manuseio anestésico foi padronizado em todos os pacientes. Dexametasona (6 mg/ml) ou salina (1 ml) foram administradas após a indução da anestesia e uma segunda dose da mesma droga do estudo foi dada na manhã após a cirurgia. A incidência da FA foi determinada pela análise das primeiras 72 horas de registros de eletrocardiograma continuamente registrados após cirurgia cardíaca, para determinar a incidência e gravidade dos efeitos colaterais pós-operatórios. RESULTADOS: A incidência de FA pós-operatória em 48 horas foi significativamente menor no grupo de hidrocortisona (21/92 [37,5%]) do que no grupo placebo (35/92 [62,5%], hazard ratio ajustada, 2,07; intervalo de confiança 95%, 1,09-3,95 (P <0,05). Em comparação com placebo, os pacientes que receberam hidrocortisona não tiveram maiores taxas de infecções da ferida superficial ou profunda, ou outras complicações principais. CONCLUSÕES: A administração da dexametasona profilática de curto prazo em pacientes submetidos à cirurgia de revascularização do miocárdio reduziu significativamente no pós-operatório da FA no pós-operatório.

Keywords : fibrilação atrial; procedimentos cirúrgicos cardíacos; dexametasona.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English